Pellets

Os pellets de madeira são biocombustíveis sólidos ...

Category:

Os pellets de madeira são biocombustíveis sólidos de fisionomia granulada cilíndrica produzidos a partir dos sobrantes da indústria madeireira, nomeadamente o serrim de pinho fresco. Este serrim de pinho é submetido a um processo de secagem seguindo-se a sua granulação.

O produto final (pellet) é um aglomerado extremamente denso, de baixo teor de humidade o que permite obter elevados níveis de eficiência de combustão ao serem queimados.

Pellets são um combustível ecológico, amigo do ambiente, porque tem impacto neutro nas emissões de CO2 que emite durante a queima.

– Combustível 100% natural e ecológicos com emissão neutra de CO2
– Energia renovável e amiga do ambiente

A combustão é a principal fonte de emissão de CO2, que é o agente principal, responsável pelo efeito estufa.

No processo de combustão dos pellets o CO2 que é libertado na atmosfera é recuperado pelas árvores no seu processo de crescimento, evitando assim novas emissão de CO2, podendo dizer-se que estamos perante o ciclo neutro ou fechado do carbono.

No caso dos combustíveis de origem fóssil o ciclo do carbono é considerado aberto, uma vez que, em cada utilização aumenta a concentrarão de dóxico de carbono na atmosfera, originando o efeito estufa e o aquecimento global

Desta forma a utilização de pellets permite reduzir o aquecimento global e o efeito estufa.

É também uma fonte energética mais barata. Aos preços actuais os pellets apresentam uma vantagem significativa quando comparados com o gasóleo de aquecimento.

Dois quilos de pellets têm o mesmo poder calorífico que um litro de gasóleo. O poder calorífico do gasóleo ronda as 9 000 Kcal por litro e dos pellets ronda as 4 500 kcal por quilo. Portanto são preciso dois quilos de pellets para gerar o mesmo calor que um litro de gasóleo.

Aos preços actuais (dezembro de 2013) 1 litro de gasóleo tem um valor a rondar 1,36 euros. Dois quilos de pellets têm um valor a rondar os 46 cêntimos. Isto significa que 46 cêntimos de pellets geram o mesmo poder calorifico que 1,30 de gasóleo.

Apresenta ainda uma excelente estabilidade de preços.

Dado que a matéria-prima utilizada na produção dos pellets resulta na sua maioria dos subprodutos gerados na indústria de serração local, isto leva a que os pellets apresentem uma maior estabilidade de preços relativamente aos combustíveis fosseis.

Beneficia ainda de uma grande facilidade de armazenagem. Os pellets caracterizam-se por serem muito densos e homogéneos na sua fisionomia, o que facilita o seu armazenamento.

A sua combustão é muito eficiente por terem teores de humidade muito baixos inferiores a 10%.

Os pellets ajudam na gestão florestal evitando os incêndios

A produção de pellets ajuda na gestão florestal evitando os incêndios. A biomassa florestal proveniente da limpeza das matas pode ser utilizada no processo produtivo dos pellets reduzindo assim o risco de incêndios.

Por se tratar de uma biomassa de menor qualidade, esta é utilizada como combustível na fornalha para gerar ar quente que por sua vez vai secar o serrim no secador para depois ser presado

Em média por cada 100 toneladas de produção de pellets são consumidas cerca de 25 tonelada de biomassa florestal para alimentar a fornalha para a geração de ar quente.
Os pellets de madeira para aquecimento são uma excelente solução alternativa de fonte energética e de aquecimento face aos métodos tradicionais.

Podem ser utilizados para aquecimento doméstico, (salamandras, recuperadores de calor, caldeiras) e industrial.

Para aquecimento central, os pellets podem ser usados em:
Restaurantes
Cafés
Hotéis
Habitações (apartamento e vivendas)
Escolas
Piscinas
Lares
Centros de saúde
Hospitais

Além do aquecimento central os pellets podem também ser utilizados em:
Padarias e pastelarias
Estufas agrícolas
Fornos industriais
Energia térmica para a indústria
Centrais termoeléctricas para a produção de energia eléctrica substituto o carvão

RELATED PRODUCTS